3 dicas essenciais para escolher um curso

quarta-feira, agosto 03, 2016



Chegou a altura do ano em que grande parte de vocês vai escolher a profissão que quer para o resto da vida, pelo menos, será essa a idealização. A escolha de um curso não é fácil, e para aqueles que sabem logo desde inicio o que querem ser/fazer quando terminarem de estudar, ainda bem. Não existe melhor coisa do que saber o que se quer ser e saber aquilo em que realmente se é bom. O problema é que muitos dos alunos quando “escolhem”, escolhem porque sabem que se safam, e como sabem que se safam nessa área o mesmo irá acontecer com tantas outras áreas - isto é o problema da versatilidade. Para muitas entidades patronais a versatilidade é uma das competências que eles mais gostam, mas, para nós acaba por nos prejudicar precisamente porque conseguimos adaptar-nos em mais que uma área e conseguimos resolver aquelas situações. Mas  isso faz de nós profissionais que adoram o que fazem e que acordam cheios de vontade para ir trabalhar? Nem por isso.


Sendo assim, eis algumas dicas que passam pela nossa experiência pessoal:
# Pesquisa e Conversa: Se por um lado há quem já nasça com a certeza da profissão que quer seguir, por outro lado a maior parte de nós, minutos antes de preencher a candidatura à universidade ainda não sabe nada… Acreditem, este passo é muito mais importante do que possa parecer. Primeiro têm que decidir sequer se é mesmo a universidade que querem, porque nem todos nos identificamos com este modelo que a sociedade nos impõe. A minha avó diz que “nem todos podem ser doutores”, pois eu reformulo e digo “nem todos querem ser doutores”. Pensem, falem com a vossa família (especialmente com os vossos pais se vão ser eles a financiar), conversem com os vossos amigos e pesquisem muito sobre as opções que têm para entenderem aquela em que se enquadram melhor. Gap Year, sabem o que é? Em Portugal já existe um projeto de Gap Year com imensas parcerias e se forem ao site deles podem ficar a saber um pouco mais sobre isso, é só uma dica.

# Estudar só não chega: A mudança para o ensino superior é bastante brusca no que toca aos métodos de estudo já que deixamos de ter os materiais todos de mão beijada e temos que ser nós a procurá-los. Querem que ganhemos autonomia no estudo de um dia para o outro, mas acreditem, isso é só uma ínfima parte. Durante o curso pode ser super motivador ter as melhores notas na teórica, mas quando chegar à prática, se não tiverem outras capacidades estão perdidos! O saber matérias para além da vossa área, falar várias línguas e ser um comunicador nato são algumas características que vos podem valer muito mais que um 18 na pauta. Tentem perceber aquelas que serão mais importantes na vossa futura profissão e tentem potenciá-las durante o curso.

# Nada está perdido: Chegaram ao final e perceberam que não era nada daquilo que queriam? Calma, nada está perdido. Não vou dizer que é fácil e que não é muito melhor acertar à primeira, mas ainda têm a vida toda pela frente e nunca é tarde para encontrar o caminho que vos faz verdadeiramente feliz. Acreditem, aquela frase do faz o que amas e nunca terás de trabalhar um dia na vida não é treta, é mesmo verdade. Para além disso hoje em dia o conceito de “emprego para a vida” já desapareceu pois para além de muitas entidades patronais não o permitirem também nós gostamos de ser sujeitos a experiências e conhecimentos diferentes.
Também sabemos que é frustrante ter investido tempo e dinheiro nessa vossa licenciatura e que por vezes até pensamos que foi em vão - mas nunca é em vão. Daí vocês conseguem tirar várias lições, ganhar outros conhecimentos e, acreditem em nós, vão dar jeito.
Caso tenham a possibilidade de fazer voluntariado, de trabalhar em alguma área que vos diga “afinal somos mesmo bons nisto” façam-no.
Nós até termos a certeza do que realmente gostávamos passamos por vários trabalhos, que ao fim de algum tempo deixaram de fazer sentido para nós continuar, estudamos várias coisas e finalmente descobrimos o que queremos fazer.
Portanto, nunca desistam de lutar por se conhecerem melhor e tentarem entender o que vos faz realmente feliz.

Vê também

6 comentários

  1. Excelente! Amei :) Beijinhosss

    http://oliviawolfgang.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Considero bastantes importantes posts como estes nesta altura do ano. É sempre agradável haver pessoas que dêem o feedback para as novas, uma vez que já passaram por essa situação!

    ResponderEliminar
  3. é realmente uma decisão dificil, eu sinceramente sinto me perdida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é mesmo. Mas olha por muito perdida que te sintas tenta mesmo encontrar uma "resposta" porque isso vai mudar os próximos anos da tua vida.

      Eliminar

Posts populares

Arquivo

Blogs de Portugal

Subscribe