Memories can last a lifetime.

sexta-feira, outubro 02, 2015





Que eu sou fã de rabiscos é sabido, mas daí a ter um permanente no corpo... Confesso que me assusta a ideia de um dia olhar no espelho e não poder mudar, de não dar para apagar, mas é esta a ambivalência (alerta palavra chique que o computador nem reconhece como certa) de uma tatuagem, o compromisso pode nos assustar ou então pode-nos ajudar a nunca nos esquecermos das histórias de que somos feitos. Isto obviamente varia muito de pessoa para pessoa, e há quem faça tatuagens só porque sim, só pelo sentido estético, mas os que têm mais cagufa como eu, preferem as que tenham um sentido para além da beleza. 
Quem não se lembra daquela moda das tatuagens chinesas ou com símbolos mitras que eram tão populares no antigamente e que agora fazem tanta gente chorar baba e ranho de arrependimento? São estas coisas que nos traumatizam e nos fazem pensar duas cinquenta vezes antes de dar o corpo ao manifesto.
Eu por enquanto continuo uma folha em branco, com um desejo pequenino de marcar em mim alguma memória, e se o fizer, será algo pequenino, bonito e minimalista como estas que aqui vos deixo, até porque aquilo ainda por cima diz que dói minha gente!
Fãs de tatuagens por esses lados? Contem-me tudo!

Vê também

12 comentários

  1. A tatuagem do coração é mesmo gira !
    Xoxo

    www.atwednesdaysiwearpink.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Adoro tatuagens, acho uma bonita expressão daquilo que somos e pensamos. Mas sou como tu, teria que ter mesmo a certeza antes de marcar o meu corpo com algo que durará para sempre!
    Adorei as inspirações que mostraste, ainda assim!

    GIVEAWAY de um colar statement com a Born Pretty ✵

    ResponderEliminar
  3. gosto muito tanto de tatuagens enormes e bem feitas cheias de cor como assim de tatuagens minimalistas. tem de ter cor e serem mesmo bem feitinhas ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu confesso que só gosto de cor em muito poucas mesmo.:p

      Eliminar
  4. Eu concordo contigo. Fazer tatuagens só mesmo de algo que tenha bastante significado para nós, porque de outra maneira, mais tarde ou mais cedo, vamos nos arrepender do que fizemos, por mais que na altura adorássemos a tatuagem. Eu tenho uma - minimalista como as das imagens - que adoro e que me levou bastante tempo até eu decidir fazê-la. Por acaso, já ando há algum tempo para fazer uma outra, mas só o farei quanto existir algo com bastante significado para que faça sentido tê-la no meu corpo. Acho que só assim é que vale a pena. Bonito por ser bonito, mais vale vestir uma camisola com um padrão ou assim.

    ResponderEliminar
  5. adoro e ando cheia de vontade para fazer uma, duas, três... :p

    ResponderEliminar
  6. Gosto muito de tatuagens, mais nos outros do que em mim :) Gosto delas grandes ou pequenas, acho bonito, mas em mim prefiro coisinhas pequeninas e com significado. Nada de fazer só porque é bonito (embora goste de ver nos outros). Há que pensar na nossa vida, na nossa futura profissão, que vamos envelhecer. Acho que as pessoas nem sempre pensam nisso e vão pelas modas ou pelos moods da altura. Fiz uma tatuagem pequenininha há menos de um mês porque senti que era a altura ideal. Apesar de poder ser vista como uma "tatuagem da moda", tem muito significado para mim, não foi só porque ficaria bonito. E isso é o que me importa! :)

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de tatuagens, mais nos outros do que em mim :) Gosto delas grandes ou pequenas, acho bonito, mas em mim prefiro coisinhas pequeninas e com significado. Nada de fazer só porque é bonito (embora goste de ver nos outros). Há que pensar na nossa vida, na nossa futura profissão, que vamos envelhecer. Acho que as pessoas nem sempre pensam nisso e vão pelas modas ou pelos moods da altura. Fiz uma tatuagem pequenininha há menos de um mês porque senti que era a altura ideal. Apesar de poder ser vista como uma "tatuagem da moda", tem muito significado para mim, não foi só porque ficaria bonito. E isso é o que me importa! :)

    ResponderEliminar

Posts populares

Arquivo

Blogs de Portugal

Subscribe