Budapeste - O antes

terça-feira, março 24, 2015

A vida dá milhões de voltas e nem tudo é como queremos e nem sempre o que desejamos é o melhor para nós, e eu gosto de acreditar que todas essas voltas acontecem por um motivo, porque é mais bonito se assim for e porque assim fica mais fácil encontrar o lado bom das coisas.
E assim foi, aconteceram (imensas) milhentas coisas, na maioria delas más, porque não fui seleccionada para o sítio que queria, porque tive que tomar decisões que magoaram a pessoa que amo, mas no fim cá estou eu, em Budapeste. E não foi a primeira vez, porque em Setembro passado vim cá visitar duas amigas que também estavam em Erasmus, isto porque nem imaginava que viria para aqui e logo aí devia ter percebido que esta cidade me iria trazer muitas aventuras porque nessa primeira visita passei a maior vergonha da minha vida. Comprámos bilhetes para aqueles autocarros turísticos e estava incluída uma viagem à noite, e nós aproveitamos. Acontece que éramos três e por isso eu sentei-me num banco sozinha, e ao meu lado veio sentar-se um rapaz (uns anos mais velho) e eu achava que ele era turista, então sim, foi isso que estão a pensar, falei tudo sobre ele como se ele não entendesse português, e nem mesmo quando ele seleccionou o idioma (português do Brasil!) eu quis acreditar, o mal já estava feito, eu já estava a meia hora a falar sobre ele, a contar anedotas, a dizer que ele cheirava bem, a falar mal de uma rapariga do grupo dele...Gente, não me culpem, eles vinham a falar inglês e ele não se riu nem duma coisa do que eu disse, até que a viagm começou e ele me disse "oi" e aí eu ri e quase chorei de pânico, e pronto, só tive que passar uma viagem de 1 hora sentada ao pé dele. Eu até queria pedir desculpa, mas não consegui. O que vale é que ele não levou nada a mal e no fim ainda me disse "foi divertido". No dia seguinte voltámos a encontrá-los no mercado, e pronto, claro que um senhor do grupo dele disse: "cuidado, elas estão aí". E pronto, o que me vale é que nunca mais o verei na vida, e fiquei com uma história e uma barrigada de riso depois de tudo ter passado.
Apesar de tudo, adorei esta primeira visita à cidade que agora me acolhe, e deixo algumas fotos.






















Vê também

0 comentários

Posts populares

Arquivo

Blogs de Portugal

Subscribe