Another Lovely Blogger! - Infinito mais um

quarta-feira, junho 18, 2014



Hoje venho apresentar-vos uma rapariga que muitas de vocês já devem conhecer, a Ana Garcês. Com um talento indiscutível para a fotografia, ela é apaixonada por livros e brinca com as palavras como ninguém. Tem um blog muito querido, cheio de boas sugestões e livros e mais livros, o infinito mais um.
Venham conhecer um pouco mais sobre ela e não deixem de visitar o blog.:)

1.Como nasceu o teu blog?
Adorava ter uma história super inspiradora sobre como nasceu o blog, mesmo! Mas não tenho. Foi simplesmente uma decisão tomada por impulso – decidida numa esplanada, por acaso – e no início não era para ser nada tão importante na minha vida como é hoje. Mas sempre soube que queria que ele reflectisse várias facetas da minha pessoa.




2.Recentemente contaste uma situação caricata relacionada com o nome do teu blog, agora conta-nos, por que o escolheste?
Ah! O episódio de ser nome de ceita religiosa! No início do blog o seu nome tinha um significado completamente diferente daquele que tem hoje.
O bom dos nomes é esse mesmo: podemos dar-lhes o significado que queremos. E o que antes era uma promessa para outra pessoa é agora uma promessa para mim – de tudo aquilo que quero fazer.



3.Quais foram as evoluções e mudanças do teu blog, desde que o criaste até hoje?
Acho que as mudanças mais notórias – e mais óbvias – foram as de design. Não foram muito drásticas com o passar do tempo, mas existiram. Outra não tão notória: não sou a mesma pessoa hoje em relação à pessoa que fui quando criei o blog. Aconteceu muita coisa neste período de (quase) três anos. A parte melhor foram as pessoas: chegarem cada vez mais, darem-me imenso carinho – tanto que nem sei como começar a retribuir! – e conhecer gente incrível graças ao blog.



4.A fotografia também é um tema bem presente no teu blog. O que significa para ti?
Desde que me lembro de ser gente que olhava para as coisas/pessoas e pensava “isto dava uma bela fotografia”. Fui crescendo e foram passando pelas minhas mãos imensas máquinas fotográficas, sobretudo daquelas descartáveis que existiam ai há uns tempos. Depois passei para o digital, para uma máquina compacta que me serviu durante muitos e bons anos e com a qual tirei algumas das fotografias mais icónicas – por assim dizer – da minha adolescência. Sempre foi uma paixão minha mas só recentemente é que descobri o quanto gosto, realmente, de fotografar. E desde dai tenho experimentado e testado e nunca mais parei.



5.Que dica de fotografia nos podes deixar?
Isto são as dicas mais básicas de fotografia que alguém pode dar, mas não deixam de ser verdade:
Conheçam a vossa máquina – mesmo que seja um telemóvel ou uma compacta ou outra coisa qualquer – e isso é meio caminho andado para tirarem a fotografia que imaginaram na vossa mente.
A máquina não faz o fotógrafo, mas é sim o fotógrafo que faz a máquina. Não é por terem uma máquina toda XPTO que vão começar a tirar fotografias para lá de espectaculares se não treinarem o vosso olho.



6.Livros, livros e mais livrosum dos motivos porque me apaixonei pelo teu blog. Lembras-te do primeiro que leste e que te marcou?
Lembro-me do primeiro livro que li – A Bela Adormecida, uma edição que a minha avó tinha em casa e que eu li infinitas vezes – mas esse não foi propriamente o primeiro livro que me marcou.
O primeiro livro que me marcou foi um dos chamados “clássicos da literatura” – foi o Grandes Esperanças do Charles Dickens. Ainda hoje, anos depois de o ter lido pela primeira vez, entendo o porquê de me ter marcado quando pego nele.


7.O teu futuro é feito de que sonhos?
O meu futuro é feito de sonhos de Enfermagem. De ajudar as pessoas da melhor maneira que consigo – seja no primeiro ou no último dia de vida ou até de alguns dias lá pelo meio –, é feito de viagens (apesar de ter um medo terrível de andar de avião), é feito de projectos que quero concretizar mais cedo ou mais tarde.



8.Tens alguma inspiração feminina na moda, na blogosfera ou mesmo na vida?
Quando me perguntam isso as pessoas ficam espantadas com a minha resposta: não. Gosto de alguns estilos e peças mais do que outras. A minha mãe também me ajuda quando tenho alguma dúvida entre usar isto ou aquilo visto que ela tem um gosto e um sentido estético impecável, mas inspiração, inspiração não tenho nenhuma.
Sei o que gosto e uso o que gosto. Faço as misturas de peças da maneira que acho mais harmoniosa e que me atrai mais.



9.Agora entrando no universo feminino, qual a tua peça favorita, neste momento, que habita no teu armário?
Pergunta difícil! Mas tenho de dizer que são as calças de ganga de cintura subida que levei anos à procura e finalmente encontrei – não me apetece vestir outra coisa!



10.Uma frase que te inspire.
“Take the shackles off my feet so I can dance”.


11.Não vives sem
Um livro na cabeceira, um malmequer no cabelo, amigos daqueles espectaculares como os meus são, risos (e sorrisos) e abraços. E se juntarem um filmezinho ou outro à lista uma pessoa não diz que não.



12.O amor para ti é
As pequenas coisas – uma piada entre duas pessoas, uma troca de olhares, uma mão dada no meio da multidão, um beijo roubado entre risos, a password para o Wareztuga, cantar em plenos pulmões no carro durante uma viagem com essa pessoa, etc – e não tanto os grandes gestos genéricos de romantismo (apesar de serem também altamente apreciados).



13.Para terminar, deixa a tua dica de blogger.

O melhor que tenho a dizer é: sejam vocês mesmos. Escrevam sobre o que vos apetece, sobre aquilo que se sentem confortáveis. Não tenham medo de meter ideias em prática, de sair da zona de conforto.




Espero que tenham gostado, e fiquem à espera da próxima.:P




Vê também

2 comentários

  1. Escolheste uma excelente blogger (e pessoa) para entrevistar, Daniela! Tanto a Ana como o blog dela são super inspiradores. :)*

    www.joanofjuly.com

    ResponderEliminar
  2. Catarina Sousa,
    Ainda bem que gostaste da escolha.:P

    ResponderEliminar

Posts populares

Arquivo

Blogs de Portugal

Subscribe