Pontos de vista - escrita criativa#1

domingo, junho 09, 2013

   P.S.: Este texto é parte de um desafio de escrita criativa. Achei por bem dizer isto no inicio para que não comecem a ler e antes de chegar ao fim começarem achar que é alguma coisa biográfica.xD  Large


Acordei com aquela frescura verde mas bastou-me rolar 1 cm para a frescura se transformar num cheiro intragável e pegajoso a cerveja. O jardim está cheio de copos tombados e exaustivamente usados. A vida deles não passou daquela noite, uma noite a serem usados e esmagados por loucuras inconsequentes, mãos jovens e inseguras, bocas secas... 
    O João estava de calções de banho, e não, não estava com cara de quem os tivesse acabado de vestir para ir dar um mergulho matinal. Espera, já me lembro, era ele e as suas mão fortes, agarrou-me em grande parte da noite. Quer dizer, andei de mão em mão e posso dizer que da maneira que eles estavam levaram-me ao céu.
    Eu conheço-o desde que me lembro mas ainda hoje, a cheiro dele, o toque, a maneira como me agarra e mesmo depois de tudo o que já passámos juntos, é como se fosse a primeira vez, faz-me sentir viva. E a última noite foi só mais uma das suas festas junto à piscina e eu como sempre não podia faltar, quem melhor que eu para animar a noite e fazer uns joguinhos? A relva, a piscina, o calor dos corpos e da noite, a euforia... Cada festa é uma loucura e deixa-me literalmente à roda. 
     Confessem, estão achar que sou uma vadia qualquer? Se calhar até sou, ando de mão em mão, sou usada e quando já não se estão a divertir comigo sou chutada p'ra canto. Afinal é isso que fazem com as vadias, mas eu sou só uma bola de futebol, é isso que me torna diferente.
Large

Vê também

4 comentários

Posts populares

Arquivo

Blogs de Portugal

Subscribe